As proteínas no corpo do desportista

(1)

Todas as células e todos os tecidos do corpo do desportista contêm proteínas. Podemos encontrá-las nos músculos, nos ossos, nos cabelos, nas unhas, na pele… As proteínas constituem cerca de 20% da massa total do corpo. As proteínas são elementos de construção e de reparação do organismo. As proteínas têm um papel primordial: no crescimento e na renovação dos tecidos.

Para que desportos são preconizadas as proteínas ?

No desportista, as proteínas musculares têm uma função muito importante. As proteínas têm um papel primordial na estrutura do músculo. Há que diferenciar o desportista de resistência do desportista de força.

Desportos de resistência :

O exercício de longa duração é suscetível de alterar os músculos e os tendões. Com efeito, nos corredores, por exemplo, a onda de choque exerce um efeito destruidor ao se repetir a cada apoio do pé no chão. Este fenómeno estimula a síntese de proteínas musculares e permite a regeneração dos tecidos lesionados. Assim, as necessidades em proteína são aumentadas nos desportistas sujeitos a exercícios intensos, prolongados e repetidos. Em França, a dose diária recomendada para um desportista de resistência com treino regular é de 1,5 a 1,7g/kg/dia.

Desportos de força :

O objetivo destes desportistas é o desenvolvimento de massa muscular e logo aumentar a quantidade de proteína armazenada. Em França, as doses diárias recomendadas (DDR) definem nos desportistas de força com treino regular um fornecimento de proteína de 1 a 1,2g/kg/dia se o indivíduo não desejar aumentar a massa muscular e um fornecimento de 2 a 3g/kg/dia com o objetivo de aumentar a massa muscular. As doses diárias recomendadas frisam, de qualquer forma, que estes fornecimentos não devem durar mais de 6 meses por ano e com aconselhamento médico.

O papel das proteínas no corpo do desportista 

As proteínas corporais são elementos estruturais e funcionais presentes em todos os nossos tecidos. É impossível fazer uma lista exaustiva das suas intervenções. Estas proteínas têm um período de vida variável, o que torna necessário a renovação diária das que estão degradadas ou que são eliminadas.

O papel estrutural das proteínas :

  • Ao nível tecidular, as proteínas favorecem o funcionamento dos tecidos. O colagénio, a elastina, a queratina são exemplos disso. O colagénio é a proteína mais abundante no organismo e tem um papel importante na elasticidade dos tecidos.
  • Ao nível celular, as proteínas geram igualmente um suporte mecânico. A forma das células está efetivamente diretamente associada às proteínas.

O papel funcional das proteínas :

  • O papel das proteínas é vital em diferentes funções:
  • No transporte sanguíneo. Várias substâncias químicas são transportadas no organismo, combinando-se provisoriamente com uma proteína. Como exemplo, temos a albumina, que permite o transporte dos ácidos gordos e de algumas vitaminas, a hemoglobina que permite o transporte de oxigénio no sangue e a mioglobina que permite o transporte de oxigénio no músculo.
  • Na coagulação
  • No transporte membranar. As proteínas controlam as trocas entre as células e o meio extracelular.
  • Enquanto hormonas, tal como a insulina, o glucagon…
  • As enzimas são proteínas que regulam as reações do organismo.
  • Sob a forma de anticorpos: são produzidas por alguns glóbulos brancos para a defesa do organismo contra células estranhas ao organismo.
  • No movimento, graças às proteínas contráteis dos músculos. A contração dos músculos deve-se às interações entre duas proteínas, a actina e a miosina.

O papel energético das proteínas  :

Do ponto de vista metabólico, os aminoácidos podem igualmente servir de constituintes energéticos. Todavia, as proteínas não podem ser consideradas como uma reserva de energia comparável aos hidratos de carbono e aos lípidos. A utilização das proteínas do ponto de vista energético é relativamente restrita no organismo.

 
Marie Fauchille
Dietética | Nutricionista
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Validação
Pó para bebida rica em proteínas WHEY 9 Baunilha 1,8kg
39,95 €*
4.10 / 5 43 nota
    Conselhos

    Existe um número importante de fontes de proteína em pó, as wheys, as caseínas, os aminoácidos... Mas porquê utilizar uma whey em vez de uma caseína? Porque existem várias wheys? Qual a diferença entre uma proteína animal e vegetal? Vou responder a todas as vossas perguntas.

    (1)
    VOLTAR PARA O TOPO